sábado, 8 de dezembro de 2018

Brinquedo Jacaré Fantoche

Por Patrícia Kelly em 03:30
Como Prometido o vídeo do Youtube como fazer um Jacaré Fantoche com Caixinhas de Suco, Achei muito legal e acho que vocês vão gostar também, o endereço é do youtube e pode ser assistido no Blog "Por que Ser´?"

 

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Jacaré

Por Patrícia Kelly em 03:30


O Jacaré é um animal que pertence a ordem dos crocodilos, diferente da espécie crocodilo norte americano tem o tamanho da cabeça menor do que os do seu primo mais próximo que é o crocodilo. também se difere do crocodilo pela mandíbula, o nome Jacaré tem origem de palavras utilizadas na Língua Tupi, de povos indígenas que vivem em territórios e floresta brasileiras.

Os cientistas acreditam que tenha existido espécies de Jacaré na Europa, no entanto o Jacaré foi instinto neste continente, restando apenas o Crocodilo que é um animal maior do que o Jacaré , no Norte da América também existem Jacarés, no entanto é predominante a presença dos crocodilos.


Características do Jacaré

O Jacaré é um animal que vive em rio e terra, pertence ao filo dos cordatas que são animais rastejantes, possuem quatro patas, e são carnívoros e perigosos, a cabeça do Jacaré e focinho são mais largos do que os do Crocodilo, o tamanho médio do Jacaré é de 2,8m a 4,9m e pesa de 6 a 8 qulos.

O menor jacaré do mundo tem comprimento de 1,2m a 6,4m e pesa de 6 a 7 quilos , é o Jacaré- Açú, o Jacaré é um animal que ocupa o topo da cadeia alimentar, todas as espécies de Jacaré se utilizam de animais para se alimentar, incluindo onças, jibois e sucuris.

Na Próxima Postagem, que vou fazer no final de semana, sábado, vou ensinar como fazer um Jacaré
Fantoche com Caixinha de Suco. Aproveitem o final de semana para fabricar um brinquedo muito legal com o papai e a mamãe !!!

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Sistema Solar

Por Patrícia Kelly em 03:30
Outro vídeo Super Legal, Como fazer o Sistema Solar, ideia para Feira Escolar, em breve vamos publicar experiências no nosso blog, se tiverem alguma experiência divertida podem escrever uma redação ou enviar um vídeo através do formulário do blog, vamos adorar publicar. 


Vitória Rege

Por Patrícia Kelly em 03:30

A Vitória- Régia é uma planta tipicamente brasileira, presente na cultura indígena do povo Tupi a Vitória Régia é conhecida pela lenda que conta a história da origem da planta segundo crenças indígenas a planta trata-se de uma índia que se apaixonou pelo reflexo da lua, o Deus dono do reflexo visto pela índia a transformou em uma planta para habitar eternamente sobre os rios maranhenses.

Outro ser mítico da região do amazonas é o boto cor de rosa, representado pelo golfinho de agua doce conta a lenda que este ser transforma-se em um belo homem durante a noite que sai das profundezas dos rios para conquistar belas mulheres e transforma-las em Vitória- Régia.

O nome Vitória- Régia não tem origem Tupi e sim inglesa, os ingleses ao explorarem as matas amazonenses deram o nome de Rainha Vitória para a bela e exuberante planta encontrada na região.

 Além de enfeitar os rios a planta também é comestível e já recebeu o nome de cará d`´agua e milho d`´agua pelas culturas afrodescendentes, a folha da planta triturada dá origem a uma tinta preta utilizada como tintura de cabelo pelos povos indígenas que habitam a região da floresta amazônica. 


Características da Vitória- Régia

A vitória Rege possui uma grande folha em formato de círculo que fica sobre a superfície da água doce, é encontrada nos rios das florestas amazônicas, sobre a folha brota uma linda flor que o povo indígena acredita se tratar de uma mulher que escolheu enfeitar os rios amazonenses durante toda a sua eternidade.

Existem diversas espécies de Vitória- Régia encontrada pelos cientistas que possuem diferentes formatos e coloração, em geral a espécie  do gênero das Victórias e Reino Plantae possuem coloração rosa, lilás, roxa ou branca com amarelo como a que pode ser vista na ilustração deste artigo.

A folha da Vitória- Régia pode chegar 2,5 metros de diâmetros, e suportar até 50 quilos, é possível uma  criança ou ate adulto subir em cima de uma vitória régia e utilizar a planta para navegar como um boto no rio amazonense.



quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Tuiuiú

Por Patrícia Kelly em 03:30


O Tuiuiú é um pássaro tipicamente brasileiro presente nas regiões pantaneiras, é símbolo do Pantanal, o habitat natural do Tuiuiú são os brejos , campos, rios e baías isso porque este pássaro se alimenta de peixes, caramujos e moluscos, eventualmente o Tuiuiú pode se alimentar de insetos no entanto esta é uma necessidade ocasional e os insetos não são o seu alimento preferido.

O período reprodutivo do Tuiuiú vai de maio a novembro, neste período acontece a seca no Pantanal e os níveis de água nas regiões pantaneiras diminuem, os peixes ficam presos em lagoas formadas com a diminuição do nível de água da região tornam-se presas fáceis para os filhotes de Tuiuiú.


Características do Tuiuiú

O Tuiuiú é uma ave pernalta, tem pescoço nu, preto e na parte inferior o papo também nu vermelho, o corpo é coberto com penas brancas , as pernas são pretas, o tamanho do Tuiuiú é de 1,4 metros de comprimento e 1,60 de altura, pode pesar ate 8 KG (oito quilos).

O bico do Tuiuiú tem aproximadamente 30 (trinta) centimentos de comprimento que é o tamanho de uma régua escolar, o bico é preto. A fêmea do pássaro Tuiuiú, assim como na maioria das espécies de animais que habitam o planeta terra, é menor do que o macho o Tuiuiú é parente da cegonha, um pássaro que pertence a família das Cinoniidae.


Os Ninhos do Tuiuiú

Os ninhos do pássarto Tuiuiú são conhecidos por uma forte estrutura, entre as espécies pantaneiras este pássaro é que tem o ninho mais forte, é interessante notar também que o pássaro tuiuiú fabrica ninhos em conjunto com outras espécie de pássaros como a Garça.

Juntam-se até seis pássaros de mesma espécie ou espécies semelhantes na construção de ninhos que tem 1,85m de diâmetro, cientista observam ninhos gigantescos construídos s pantaneiras  chegando a 3m de diâmetro, as medidas da altura dos ninhos que são construídos em cima das árvores é de mais ou menos 11m e podem variar segundo o tamanho da vegetação local.

Os filhotes saem dos ninhos aos 3 meses de idade acompanhados dos pais, alimentam-se dos peixes que ficam presos em lagoas quando o nível de alagamento das regiões pantaneiras diminuem,  outras aves menores como Periquito-Barroso e Cocota utilizam a base do ninho do Tuiiú para construção de ninhos paa seus filhotes, os cientistas calculam que o ninho de Tuiuiú é tão forte que seja capaz de sustentar uma pessoa adulta quando pronto. 

sábado, 20 de outubro de 2018

Nova Espécie de Boto é descoberta no Brasil

Por Patrícia Kelly em 14:46
Imagem do Boto Cor de Rosa
Fonte : Portal No Amazonas é Assim . www.noamazonaseassim.com.br

A Nova espécie de boto descoberta no Rio Araguaia já corre risco de extinção, o nome do golfinho do rio é uma homenagem ao local onde foi encontrado na Amazônia o Rio Araguaia, esta é a primeira descoberta do tipo desde o ano de 1918 quando pesquisadores chineses encontraram o baji chinese da amazônia.

Segundo a Revista Exame edição de 24 de janeiro do ano de 2014, os pesquisadores brasileiros da Universidade Federal do Amazonas são responsáveis pela descoberta de uma espécie nova de golfinho estima-se que exista apenas 100 (cem) golfinhos da espécie descoberta no Rio Araguaia que já corre risco de extinção.

Os pesquisadores responsáveis pela descoberta sugerem que os animais sejam incluídos na IUCN, criada para identificar animais vulneráveis a extinção, a principal ameaça está relacionada ao desenvolvimento e a construção de hidrelétricas que invade áreas do Rio Amazônia fragmentando partes do rio.


A Descoberta do Boto do Araguaia

Os pesquisadores brasileiros desenvolveram trabalho em torno do Rio Araguaia pesquisando uma espécie de boto conhecida do rio, durante a pesquisa os pesquisadores notaram que uma parte dos golfinhos se separaram do grupo, foi neste momento que os pesquisadores levantaram a hipótese de que os golfinhos que se separaram poderiam ser de uma espécie diferente da pesquisada.

Para confirmação da hipótese os pesquisadores colheram amostras de DNA das duas espécies, e identificaram que se tratavam de espécies distintas, compararam também a estrutura do macho e da fêmea, ambas as pesquisas identificaram semelhanças e diferenças dos golfinhos já descobertos e a nova espécie de Boto do Araguaia.


Confirmação da Descoberta de Uma Nova Espécie

Os pesquisadores confirmaram as hipóteses levantadas à partir da separação das duas espécies de golfinho, no DNA Mitocondrial identificaram pequenas diferenças número e formas de dentes e crânio do Boto do Araguaia. Diante das evidências das pesquisas os pesquisadores concluíram que se tratava de uma nova espécie sem dúvida.

A descoberta do novo golfinho do rio confirma a imensidão se espécies existente na Mata Amazônia, algumas podem nunca serem descobertas por causa da invasão do home e degradação da natureza, a Floresta Amazônia e sua Biodiversidade é uma paisagem cada vez mais ameaçada. 

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Planetas do Sistema Solar

Por Patrícia Kelly em 03:00



Desde pequena quando aprendi sobre o Sistema Solar na escola ficava imaginando como funciona tudo lá em cima no espaço, mas é uma pena que não deu pra chegar até lá, acho que todo mundo sabe e aprende na escola que o sistema solar é escuro, é tudo preto porque embora o sol seja uma estrela gigantesca o Espaço é infinito e a incidência da luz menor do que aqui no Planeta Terra onde o mundo é azul.

E as cores dos planetas quais são?

Bom me parece que os planetas não são tão coloridos como eu imaginei segundo as pesquisas de imagens da NASA; Mas então você deve está se perguntando porque agente pinta os planetas cada um de uma cor?

Pintamos os planetas cada um de uma cor que corresponde a cor dos gazes que estão na atmosfera dos planetas, aqui na terra vemos a cor azul e lá no espaço a terra é azul também por causa do prisma de cores, presença do oxigênio e por causa da grande quantidade de água e oceanos.

Quantos Planetas existem no sistema solar?

Existem 9 planetas na Sistema Solar; Mercúrio; Vênus; Marte; Júpter; Saturno; Urano; Netuno e Plutão, o planeta mais próximos do sol é o Planeta Marte, o primeiro a ser explorado pale NASA e porque também está bem próximo da terra.